<$BlogRSDURL$>
BLOG DO GIGIO
sexta-feira, fevereiro 20, 2004
 
VAMOS
26.08.2003

Passamos uma vida presos em nosso medos, incerteza e angústias..

Temos medo de amar, de olhar a vida de frente... e nesse espaço curto de tempo que é a vida, curtimos nossas dores e deixamos adormecidos nossos sonhos!
Muitas vezes, nossa mente e nosso coração se abrem, e a vida nos mostra outros caminhos e oportunidades, mas permanecemos ali, acostumados, acomodados.....
Tudo que queremos é uma oportunidade.......

Oportunidade para mudar, para sermos outra pessoa..

Quando essa oportunidade vai aparecer ?

Hoje!

Todo dia é uma possibilidade de renovação. Nenhum dia é como o outro, por mais parecido que possam ser, pois graças a Deus não existem dores eternas, lágrimas eternas, perdas eternas!
O que existe, e muitas vezes nos esquecemos de enxergar é o nascer do sol trazendo consigo mais uma chance pra recomeçar.

A vida é um recomeçar diário!

Não fomos feitos para nos sentirmos presos e infelizes, somos soltos, somos livres.

Por isso, se algo não está te fazendo feliz, jogue fora.

Jogue fora tudo que não for essencial para sua sobrevivência!
Afaste-se de pessoas que não te acrescentam nada.

Pare de pensar "o que eu tenho a perder" e comece a apensar " o que eu tenho a ganhar". Que diferença isso faz! Que leque imenso de opções temos todos os dias em frente aos nossos olhos e não vemos por medos, incertezas...

Quantas coisas estamos deixando de ganhar só por medo de perder o que julgamos já ser nosso, quando na verdade não é....

Nada é eterno.....pra sempre é muito tempo........ nunca sempre acaba chegando e todo mundo é gente demais !!!

Vamos enxergar as pequena coisas a nossa volta, as mais insignificantes coisas do dia-dia, pois elas juntas podem dar um sentido novo a nossa vida !

Vamos nos rodear daquilo que gostamos, vamos nos livrar de nossos rancores, vamos perdoar.

Nada de cultivar o remorso, nada de cultivar a raiva, isso só faz mal ........

Vamos sair, dançar, nos divertir, viajar....sem fazer viagens ao passado.
Vamos fazer com que a vida seja motivo pra perder o fôlego de tanto rir

De surpresa...de amor....... de felicidade..!

Andrea Bacci


*****Abraços Gigio
 
SENTIR-SE AMADO
O cara diz que te ama, então tá! Ele te ama.
Sua mulher diz que te ama, então assunto encerrado.
Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três
palavrinhas mágicas.

Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é
outra, uma diferença de quilômetros.
A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo
e palavras.
Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse
real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa
quando as coisas não estão dando certo, que coloca-se a postos
para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você quando for preciso.
Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você
contou dois anos atrás, é vê-la tentar reconciliar você com seu pai, é
ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com
delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d'água.
Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que
não transformam a mágoa em munição na hora da discussão .
Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente
inteiro.
Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada,
aquele que sabe que tudo pode ser dito e compreendido.
Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente
como é, sem inventar um personagem para a relação, pois
personagem nenhum se sustenta muito tempo.
Sente-se amado quem não ofega, mas suspira;quem não
levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta.

Agora, sente-se e escute:
Eu te amo não diz tudo!

( Mario Quintana)


******Abraços Gigio
quinta-feira, fevereiro 19, 2004
 
Como segurar um AMOR !
Uma mãe e a sua filha estavam a caminhar pela praia.
Num certo ponto, a menina disse:
"Mãe, como se faz para manter um amor?"
A mãe olhou para a filha e respondeu:
"Pega num pouco de areia e fecha a mão com força..."
A menina assim fez e reparou que quanto mais forte apertava a areia com
a mão com mais velocidade a areia se escapava.
"Mamãe, mas assim a areia cai!!!"
"Eu sei, agora abre completamente a mão...."
A menina assim fez, mas veio um vento forte e levou consigo a areia
que restava na sua mão.
"Assim também não consigo mantê-la na minha mão!"
A mãe, sempre a sorrir, disse-lhe:
"Agora pega outra vez num pouco de areia e mantém-na na mão semi-
aberta como se fosse uma colher... bastante fechada para protegê-la e bastante
aberta para lhe dar liberdade"
A menina experimenta e vê que a areia não se escapa da mão e está
protegida do vento.
"É assim que se faz durar um amor..."
(autor desconhecido)


*****Abraços Gigio
terça-feira, fevereiro 17, 2004
 
DISCURSO DO NIZAN GUANAES
(Como paraninfo na formatura de uma turma na Faap)

Dizem que conselho só se dá a quem pede. E, se
vocês me convidaram para paraninfo, estou tentado a
acreditar que tenho sua licença para dar alguns.
Portanto, apesar da minha pouca autoridade para
dar conselhos a quem quer que seja, aqui vão
alguns, que julgo valiosos.

Não paute sua vida nem sua carreira pelo
dinheiro. Ame seu ofício com todo o coração.
Persiga fazer o melhor. Seja fascinado pelo
realizar, que o dinheiro virá como conseqüência.

Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer
ser nem um grande bandido, nem um grande canalha.

Napoleão não invadiu a Europa por dinheiro.
Hitler não matou 6 milhões de judeus por dinheiro.
Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela
Sistina por dinheiro. E, geralmente, os que só
pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de
sonhar. E tudo que fica pronto na vida foi antes
construído na alma.

A propósito disso, lembro-me de uma passagem
extraordinária que descreve o diálogo entre uma
freira americana cuidando de leprosos no Pacífico
e um milionário texano. O milionário, vendo-a
tratar daqueles leprosos, disse: "Freira, eu não
faria isso por dinheiro nenhum no mundo". E ela
responde: "Eu também não, filho".

Não estou fazendo com isso nenhuma apologia à
pobreza, muito pelo contrário. Digo apenas que
pensar e realizar tem trazido mais fortuna do que
pensar em fortuna.

Meu segundo conselho: pense no seu país.
Porque, principalmente hoje, pensar em todos é a
melhor maneira de pensar em si. Afinal, é difícil
viver numa nação onde a maioria morre de fome e a
minoria morre de medo. O caos político gera uma
queda de padrão de vida generalizada. Os pobres
vivem como bichos e uma elite brega, sem cultura e
sem refinamento, não chega a viver como homem.
Roubam, mas vivem uma vida digna de Odorico
Paraguassu.

Meu terceiro conselho vem diretamente da
Bíblia: "Seja quente ou seja frio, não seja morno
que eu te vomito".(*) É exatamente isso que está
escrito na carta de Laudicéia: seja quente ou seja
frio, não seja morno que eu te vomito. É
preferível o erro à omissão; o fracasso, ao tédio;
o escândalo, ao vazio. Porque já vi grandes livros
e filmes sobre a tristeza, a tragédia, o fracasso.
Mas ninguém narra o ócio, a acomodação, o não
fazer, o remanso.

Colabore com seu biógrafo: faça, erre, tente,
falhe, lute. Mas, por favor, não jogue fora, se
acomodando, a extraordinária oportunidade de ter
vivido.

Tenho consciência que cada homem foi feito
para fazer história. Que todo homem é um milagre e
traz em si uma evolução. Que é mais do que sexo ou
dinheiro. Você foi criado para construir pirâmides
e versos, descobrir continentes e mundos,
caminhando sempre com um saco de interrogações na
mão e uma caixa de possibilidades na outra.

Não use Rider: não dê férias a seus pés. Não
se sente e passe a ser analista da vida alheia,
espectador do mundo, comentarista do cotidiano,
dessas pessoas que vivem a dizer: "Eu não disse?
Eu sabia!"

Toda família tem um tio batalhador e bem de
vida que, durante o almoço de domingo, tem que
agüentar aquele outro tio muito inteligente e
fracassado contar tudo o que faria, se fizesse
alguma coisa.

Chega dos poetas não publicados. Empresários
de mesa de bar. Pessoas que fazem coisas
fantásticas toda sexta à noite, todo sábado e
domingo, mas que na segunda não sabem concretizar
o que falam. Porque não sabem ansiar, não sabem
perder a pose, não sabem recomeçar. Porque não
sabem trabalhar. Eu digo: trabalhem, trabalhem,
trabalhem. Das 8 às 12, das 12 às 8, e mais, se
for preciso. Trabalho não mata. Ocupa o tempo.
Evita o ócio, que é a morada do demônio, e
constrói prodígios.

O Brasil, este país de malandros e espertos,
da vantagem em tudo, tem muito que aprender com
aqueles trouxas dos japoneses. Porque aqueles
trouxas que trabalham de sol a sol construíram, em
menos de 50 anos, a 2ª maior megapotência do
planeta, enquanto nós, os espertos, construímos uma
das maiores impotências do trabalho.

Trabalhe! Muitos de seus colegas dirão que
você está perdendo sua vida, porque você vai
trabalhar enquanto eles veraneiam. Porque você vai
trabalhar, enquanto eles vão ao mesmo bar da
semana anterior, conversar as mesmas conversas;
mas o tempo, que é mesmo o senhor da razão, vai
bendizer o fruto do seu esforço, e só o trabalho
lhe leva a conhecer pessoas e mundos que os
acomodados não conhecerão. E isso se chama
"sucesso".

Nizan Guanaes
(Publicitário, ex-diretor do site IG, ex-dono da
agência DM9...)


*****Abraços Gigio
 
Uma vez
Uma vez, não sei onde, li uma frase que dizia:

“Desprenda-se de um amor morto, para salvar a sua capacidade de amar!”

O amor é lindo, mas somente através dos relacionamentos que enxergamos o “outro lado” do amor, as vezes nem tão lindo assim.

O mais difícil no amor, o mais difícil numa relação, é o equilíbrio com o outro !

Se já é tão difícil entendermos nos mesmos, imaginem entender o outro.

Cada pessoa está no seu próprio caminho, caminhando num ritmo particular, carregando seus próprios medos.

E, somente cada um de nós, sabe o quanto estamos realmente dispostos a superar as diferenças.

Nem sempre o que é importante pro outro também é pra nós !

E é exatamente por sermos indivíduos, singulares, ímpares e essencialmente solitários que o amor se torna um grande desafio, talvez o maior de todos!

Relacionamentos não são somente feitos de amor, infelizmente!

O amor só perdura se os dois conseguirem sincronizar seus ideais, acolher seus medos, aprender e crescer juntos...
Ainda mais difícil que conseguir manter a relação num bom ritmo, é encontrar alguém do mesmo ritmo. Com mesmos princípios, com mesmo ideal de vida, com valores semelhantes.

E quando temos um relacionamento onde isso não existe, o que fazer se mesmo assim, com diferenças, ainda existe amor?

Infelizmente existem muitos outros aspectos a serem observados: carinho, paixão, tesão, amizade, companheirismo, conjuntura de idéias, valores, princípios....enfim o outro lado da balança tem bem mais coisas do que o amor.

Triste isso não?

Durante toda nossa vida aprendemos que o que basta numa relação é o amor....... Que o amor é tudo......Que só o amor basta pra ser feliz.......

Que bom se na prática fosse assim tão lindo como na teoria não?

Somente quando vivemos uma relação é que enxergamos que a teoria é linda, mas somente na prática enxergamos o quanto o amor é frágil !

Claro que o amor é o início de tudo, mas se não tivermos todo resto também, o amor sozinho não sustenta a relação.

Mas como suportar o fim?! Como suportar a idéia de ficar sozinho?! Como superar a angústia de ver o relacionamento indo embora?!

Simplesmente deixando ir... aceitando o fim!

Terminar um relacionamento é como morrer, mas sempre, sempre com a certeza de que é possível renascer... mais maduro, mais preparado e mais forte.

Quanto mais resistirmos, mais sofremos, mais tempo dói e mais prolongado se torna o fim, que é inevitável!
Se o seu coração ama, mas não encontra na pessoa amada alguém para compartilhar alegrias e tristezas, para apoiar e escutar, para aprender e crescer, para caminhar lado a lado nos objetivos de vida, então, me desculpe, não é amor!

Amor só existe se compartilhado, se não for assim, pode ser o que for...comodismo, costume, idéia fixa, preguiça.......mas não amor !

Entregue-se, solte-se, liberte-se, por mais medo que isso possa lhe causar.

Esqueça o que passou, é em você que está a capacidade de amar e não no outro.

Porque por mais linda que tenha sido a sua história de amor, no momento em que só resta o amor e o comodismo, não há mais o que fazer... o amor morre!

E se você não o enterrar, se ficar preso, terá condenado à morte também a sua capacidade de amar !

Andrea Bacci


*****Abraços Gigio
 
PROCURA-SE UM AMANTE
(Dr. Jorge Bucay - tradução do original "Hay que buscarse un Amante")


Muitas pessoas têm um amante e outras gostariam de ter um.
Há também as que não têm, e as que tinham e perderam.
Geralmente são essas últimas as que vêem ao meu consultório para me contar que estão tristes ou que apresentam sintomas típicos de insônia, apatia, pessimismo, crises de choro ou as mais
diversas dores.
Elas me contam que suas vidas transcorrem de forma monótona e sem perspectivas, que trabalham apenas para sobreviver e que não sabem como ocupar seu tempo livre.
Enfim, são várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente perdendo a esperança.
Antes de me contarem tudo isto, elas já haviam visitado outros consultórios, onde receberam as condolências de um diagnóstico firme: "Depressão". Além da inevitável receita do antidepressivo do momento.
Assim, após escutá-las atentamente, eu lhes digo que elas não precisam de nenhum antidepressivo; digo-lhes que elas precisam de um AMANTE!
É impressionante ver a expressão dos olhos delas ao receberem meu conselho.
Há as que pensam: "Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa dessas?!" Há também as que, chocadas e escandalizadas, se despedem e não voltam nunca mais. Àquelas, porém, que decidem ficar e não fogem horrorizadas, eu explico o seguinte:
AMANTE é "aquilo que nos apaixona". É o que toma conta do nosso pensamento antes de pegarmos no sono e é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir.
O nosso AMANTE é aquilo que nos mantém distraídos em relação ao que acontece à nossa volta. É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida.
Às vezes encontramos o nosso amante em nosso parceiro, outras, em alguém que não é nosso parceiro, mas que nos desperta as maiores paixões e sensações incríveis. Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música, na política, no esporte, no trabalho, na necessidade de transcender espiritualmente, na boa mesa, no estudo ou no prazer obsessivo do passatempo predileto... Enfim, é "alguém" ou "algo" que nos faz "namorar" a vida e nos afasta do triste destino de "ir levando".
E o que é "ir levando"? Ir levando é ter medo de viver. É o vigiar a forma como os outros vivem, é o se deixar dominar pela pressão, perambular por consultórios médicos, tomar remédios multicoloridos, afastar-se do que é gratificante, observar decepcionado cada ruga nova que o espelho mostra, é se aborrecer com o calor ou com o frio, com a umidade, com o sol ou com a chuva. Ir levando é adiar a possibilidade de desfrutar o hoje, fingindo se contentar com a incerta e frágil ilusão de q! ue talvez possamos realizar algo amanhã.
Por favor, não se contente com "ir levando"; procure um amante, seja também um amante e um protagonista ..da SUA VIDA...
Acredite: o trágico não é morrer; afinal a morte tem boa memória e nunca se esqueceu de ninguém.
O trágico é desistir de viver; por isso, e sem mais delongas, procure um amante ...
A psicologia, após estudar muito sobre o tema, descobriu algo transcendental:
"Para se estar satisfeito, ativo e sentir-se jovem e feliz, é preciso namorar a vida."


*****Abraços Gigio
 
O que eu posso fazer por você ?
Não posso estar ao seu lado, mas posso te dar uma palavra amiga.

Não posso te dar a mão quando precisar, mas posso abater o seu desânimo.

Não posso ser uma presença em seus momentos difíceis, mas posso te dar força, te dar coragem e ajudar no seu progresso.

Não posso te mostrar os seus erros, mas posso te ajudar a transpor esse obstáculo.

Não posso te mostrar a felicidade, mas posso te ajudar a construí-la, fibra por fibra, mostrando que ela não nasce feita, ela se faz, minuto a minuto.

Não posso ser feliz junto com você, mas quando a sua felicidade chegar posso apreciá-la de longe e ficar feliz por você.

Não posso te mostrar todas as respostas, mas posso te ajudar a mudar, a progredir em direção delas.

Não posso falar tudo que gostaria, mas posso te ouvir uma vida inteira.

Não posso abrir a sua cabeça, mas posso tentar fazer surgirem idéias novas.

Não posso te pedir nada, mas posso te dar tudo que precisar.

Não posso te amar como eu gostaria, mas posso sentar e escutar o que você tem a dizer, pois é preciso amar de verdade para falar o que pensamos, mas é preciso amar ainda mais para somente sentar, ouvir e apoiar!!!


20.01.2004

*****Abraços Gigio
 
PROCURA
O que na verdade estamos à procura?

Saúde? Dinheiro? Amor?

Isso já seria o suficiente, não ?!!

Não !!

Estamos querendo sempre mais. Mais dinheiro, mais saúde e mais amor.

O que temos não nos basta e, na maioria das vezes na verdade nem damos valor ao que temos.

Só sentimos a falta que nos faz quando não temos mais. Porque, na correria do dia a dia nós nos esquecemos de ser feliz.

Esquecemos de enxergar e dar valor às coisas e pessoas que estão à nossa volta.

Claro que não é nenhum pecado querer mais...

Mas que tal dar valor ao simples ???

É só ser feliz com o que tem e dar valor ao que tem .

Como diz um sábio poeta, "a vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio"....

Temos que fazer o que for necessário para sermos felizes, dentro das nossas possibilidades e limites.

O que é bom pra um, nem sempre é pra outro, o que traz felicidade à você de repente não faz o menor sentido pra mim.

As pessoas são diferentes, então porque o padrão de felicidade que impõem a todos tem que ser igual?

Chega!

Não vamos agir como os outros querem, não vamos "entrar no jogo" dos outros para alcançar nossa felicidade.

Vamos enxergar a nossa felicidade dentro de nós mesmos, pois é dentro de nós que encontramos o que precisamos para sermos felizes.

Possuímos todos os recursos para nossas necessidades, nem mais, nem menos.
Portanto, nosso destino e nossa felicidade está em nosso controle.

Iremos alcançá-la através de nossos pensamentos, vontades , atos e atitudes...

O resto pode ser o que for, mas não felicidade.



Andrea Bacci 30.10.03


*****Abraços Gigio

 
Às vezes
Às vezes as pessoas que amamos nos magoam, e nada podemos fazer senão
continuar nossa jornada com nosso coração machucado.

Às vezes nos falta esperança, mas alguém aparece para nos confortar.

Às vezes o amor nos machuca profundamente, e vamos nos recuperando muito
lentamente dessa ferida tão dolorosa.

Às vezes perdemos nossa fé, então descobrimos que precisamos acreditar,
tanto quanto precisamos respirar, é nossa razão de existir.

Às vezes estamos sem rumo, mas alguém entra em nossa vida, e se torna o
nosso destino.

Às vezes estamos no meio de centenas de pessoas, e a solidão aperta nosso
coração pela falta de uma única pessoa.

Às vezes a dor nos faz chorar, nos faz sofrer, nos faz querer parar de
viver, até que algo toque nosso coração, algo simples como a beleza de um
pôr do sol, a magnitude de uma noite estrelada, a simplicidade de uma brisa
batendo em nosso rosto, é a força da natureza nos chamando para a vida.

Você descobre que as pessoas que pareciam ser sinceras e receberam sua
confiança, te traíram sem qualquer piedade.

Você entende que o que para você era amizade, para outros era apenas
conveniência, oportunismo.

Você descobre que algumas pessoas nunca disseram eu te amo, e por isso
nunca fizeram amor, apenas transaram, descobre também que outras disseram
eu te amo uma única vez e agora temem dizer novamente, e com razão, mas se
o seu sentimento for sincero poderá ajudá-las a reconstruir um coração
quebrantado.

Assim ao conhecer alguém, preste atenção no caminho que essa pessoa
percorreu, são fatores importantes:
* a relação com a família;
* as condições econômicas nas quais se desenvolveu (dificuldades extremas
ou facilidades excessivas formam um caráter);
* os relacionamentos anteriores e as razões do rompimento;
* seus sonhos, ideais e objetivos.

Não deixe de acreditar no amor, mas certifique-se de estar entregando seu
coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá,
manifeste suas idéias e planos, para saber se vocês combinam, esteja aberto
a algumas alterações, mas jamais abra mão de tudo, pois se essa pessoa te
deixar, então nada irá lhe restar.

Aproveite ao máximo seus momentos de felicidade, quando menos esperamos
iniciam-se períodos difíceis em nossas vidas. Tenha sempre em mente que às
vezes tentar salvar um relacionamento, manter um grande amor, pode ter um
preço muito alto se esse sentimento não for recíproco, pois em algum outro
momento essa pessoa irá te deixar e seu sofrimento será ainda mais intenso,
do que teria sido no passado.

Pode ser difícil fazer algumas escolhas, mas muitas vezes isso é
necessário, existe uma diferença muito grande entre conhecer o caminho e
percorrê-lo.

Não procure querer conhecer seu futuro antes da hora, nem exagere em seu
sofrimento, esperar é dar uma chance à vida para que ela coloque a pessoa
certa em seu caminho. A tristeza pode ser intensa, mas jamais será eterna.

A felicidade pode demorar a chegar, mas o importante é que ela venha para
ficar e não esteja apenas de passagem, como acontece com muitas pessoas que
cruzam nosso caminho."

Luiz Fernando Veríssimo


*****Abraços Gigio
segunda-feira, fevereiro 16, 2004
 
A idiotice é vital para a felicidade.
Gente chata essa que quer ser séria, profunda, visceral.
A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado?
Deixe a pungência para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores.
No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. Ignore o que o boçal do seu chefe proferiu. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele.
Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto. Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, objetivos claramente traçados, mas não consegue rir quando tropeça?
Que sabe resolver uma crise familiar mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana?
Quanto tempo faz que você não vai ao cinema?
É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. e daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar?
Desaprenderam a brincar. eu não quero alguém assim comigo. Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa. Dura e densa, ruim. Brincar é legal. Entendeu? Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço.
Empine pipa!!! Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, beliscar o bumbum da mulher, e lamber a tampa do iogurte.
Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável. Teste a teoria. Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que são: passageiras. acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir...
Bom mesmo é ter o problema na cabeça, o sorriso na boca e paz no coração!!!
Aliás, entregue os problemas nas mãos de deus e que tal umpão doce bem gostoso


*****Abraços Gigio
 
Cuidado !!!!
Um homem estava em coma há algum tempo.
Sua esposa ficava à
cabeceira dele dia e noite, até que um dia o homem acorda, faz um sinal para
a mulher para se aproximar e sussurra-lhe:
- Durante todos estes anos você esteve ao meu lado.
Quando me licenciei, você ficou comigo.
Quando a minha empresa faliu, só você ficou lá e me apoiou.
Quando perdemos a casa, você ficou perto de mim.
E desde que fiquei com todos estes problemas de saúde, você nunca me
abandonou.
Sabe de uma coisa?
Os olhos da mulher encheram-se de lágrimas:
- Diz amor ...
- Acho que você me dá azar!!!


*****Abraços Gigio
 
PERGUNTA IMPENSADA!
ESTA FOI A PERGUNTA DE UMA CALOURA DA USP

Esta história é "verídica", aconteceu na USP.
Numa aula de biologia;O professor estava falando sobre o alto teor de glicose encontrado no sêmen, quando uma caloura levantou o braço e perguntou:
- Se eu entendi bem, o senhor está dizendo que se encontra muita glicose no sêmen, seria tanta quanto no açúcar?
- Sim. - Respondeu o professor.
- Então por que o gosto não é doce?
- Após um silêncio de estupefação, a classe toda arrebentou numa gargalhada.
A pobre garota ficou roxa de vergonha assim que percebeu quão impensada foi sua pergunta.
A resposta do professor, entretanto, foi clássica:
- O gosto não é doce porque as papilas gustativas que reconhecem o sabor doce, encontram-se na ponta da língua e não no fundo da garganta.


*****Abraços Gigio
sexta-feira, fevereiro 13, 2004
 
Dar é dar.
ESSE TEXTINHO É SHOW DE BOLA MULHERADA.

Dar não é fazer amor. Dar é dar.
Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido.
Mas dar é bom pra cacete.
Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca...
Te chama de nomes que eu não escreveria...
Não te vira com delicadeza...
Não sente vergonha de ritmos animais.
Dar é bom.
Melhor que dar é só dar por dar.
Dar sem querer casar...
Sem querer apresentar para a mamãe...
Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.
Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral...
Te amolece o gingado...
Te molha o instinto!
Dar porque a vida de uma publicitária em começo de carreira é estressante e dar relaxa.
Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã.
Tem caras que você vai acabar dando, não tem jeito.
Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem esperar ouvir futuro.
Dar é bom, na hora.
Durante um mês.
Para as mais desavisadas, talvez anos.
Mas dar é dar demais e ficar vazia.
Dar é não ganhar.
É não ganhar um eu te amo baixinho no escuro.
É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir.
É não ter alguém para querer casar, para apresentar pra mãe, pra dar o primeiro abraço no Ano Novo e perguntar: "O que cê acha amor?".
Dar é inevitável, dê mesmo,dê sempre, dê muito.
Mas dê mais ainda, muito mais que qualquer coisa, uma chance ao amor.
Esse sim é o maior tesão.
Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar o suficiente pra nem perceber as catarradas na rua.
Se você for chata, as suas amigas perdoam.
Se você for brava, as suas amigas perdoam.
Até se você for magra, as suas amigas perdoam.
Experimente ser amada!

Escrito por uma Mulher . (Acho!!!)

*****Abraços Gigio
 
AMIGOS E AMORES DE VERDADE NÃO SE SEPARAM
Quantas vezes você andava na rua e sentiu um perfume e lembrou
de alguém que você não vê há muito tempo?
Quantas vezes você olhou para uma paisagem em uma foto, e não se
imaginou lá com alguém que você gosta muito?
Lembra quantas vezes você voltou naquele lugar aonde você
começou uma das melhores fases da sua vida? (seja qual for a
fase, namoro amizade,trabalho...).
Você consegue contar nos dedos de uma só mão quantas vezes você
brigou com amigos seus porque eles tentaram lhe fazer mudar de
idéia e depois você descobriu que eles estavam certos?
Alguma vez você foi ajudado a se levantar pela pessoa que você
achava que iria ficar mais feliz com sua derrota?
Alguma vez você pensou que estava no fundo do poço e achou uma
sementinha de algo bom que você nunca teria encontrado se não
tivesse ido tão fundo?
Alguma vez você já se arrependeu de algo que falou dois segundos
depois de ter falado?
Quem sabe dizer quantas vezes você já se tornou frio, ou brigou
com pessoas que não tinham nada a ver com seus problemas?
Você deve ter visto que aquele filme que vocês dois viram juntos
no cinema, vai dar na TV.
Lembrou de algo bom? Depois Se gelou porque aquilo já acabou?
Aquela música que você não gosta de ouvir porque lembra algo que
você fez enquanto ela tocava há alguns anos atrás? Ou lembra
alguém que você quer esquecer mas não consegue?
Você já sentiu vontade de chorar só de pensar em coisas que eram
boas, mas que na época você não dava valor?
Alguém olhou nos seus olhos e você trancou a respiração mesmo
sem sentir?
Você já ajudou alguém e depois essa mesma pessoa te deu as
costas?
Teve um dia há algum tempo que você acabou ficando com alguém
apenas para não ficar sozinho?
Você já chorou porque lembrou de alguém que amava e não pôde
dizer isso para essa pessoa?
Você já perdeu alguém que gostava muito?
Para essas perguntas existem muitas respostas...
Mas o importante sobre elas não é a resposta em si... Mas sim o
sentimento.
A cada pergunta você lembrou de algo ou de alguém, não foi?
Espero que essa lista o tenha ajudado a entender que todos nós
erramos, julgamos mal, amamos. Que todos um dia não tiveram
coragem e hoje se arrependem,que todos já fizeram uma coisa
quando o coração mandava fazer outra...
Então qual a moral disso tudo? Vá à luta! Não continue pensando
em suas fraquezas e erros daqui por diante faça um acordo
consigo mesmo... E lute! Não abaixe a cabeça! Vá em frente!!!
Tenha fé em si mesmo e principalmente em Deus. Faça tudo que
puder para ser feliz hoje! E sempre!!! Não deite com mágoas no
coração. AMIGOS E AMORES DE VERDADE NÃO SE SEPARAM ... APENAS
SEGUEM CAMINHOS DIFERENTES POR ALGUM TEMPO...


*****Abraços Gigio
 
E o mal ... existe????
Um professor ateu desafiou seus alunos com esta pergunta:
-Deus fez tudo que existe?
Um estudante respondeu corajosamente:
- Sim, fez!
- Deus fez tudo, mesmo?
- Sim, professor !
Respondeu o jovem.
O professor replicou:
- Se Deus fez todas as coisas, então Deus fez o mal, pois o mal existe, e considerando-se que nossas ações são um reflexo de nós mesmos, então Deus é mau.
- O estudante calou-se diante de tal resposta e o professor, feliz, se vangloriava de haver provado uma vez mais que a Fé era um mito.
Outro estudante levantou sua mão e disse:
- Posso lhe fazer uma pergunta, professor?
- Sem dúvida.
Respondeu-lhe o professor.
O jovem ficou de pé e perguntou:
- Professor, o frio existe?
- Mas que pergunta é essa? Claro que existe, você por acaso nunca sentiu frio?
O rapaz respondeu:
- Na verdade, professor, o frio não existe. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, na realidade é ausência de calor. Todo corpo ou objeto pode ser estudado quando tem ou transmite energia, mas é o calor e não o frio que faz com que tal corpo tenha ou transmita energia. O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagir, mas o frio não existe. Criamos esse termo para descrever como nos sentimos quando nos falta o calor.
- E a escuridão, existe?
- continuou o estudante.
O professor respondeu :
- Mas é claro que sim.
O estudante respondeu :
- Novamente o senhor se engana, a escuridão tampouco existe. A escuridão é na verdade a ausência de luz. Podemos estudar a luz, mas a escuridão não. O prisma de Newton decompõe a luz branca nas varias cores de que se compõe, com seus diferentes comprimentos de onda. A escuridão não. Um simples raio de luz rasga as trevas e ilumina a superfície que a luz toca. Como se faz para determinar quão escuro está um determinadolocal do espaço? Apenas com base na quantidade de luz presente nesse local, não é mesmo? Escuridão é um termo que o homem criou para descrever o que acontece quando não há luz presente.
Finalmente, o jovem estudante perguntou ao professor:
- Diga, professor, o mal existe?
Ele respondeu :
- Claro que existe. Como eu disse no início da aula, vemos roubos, crimes e violência diariamente em todas as partes do mundo, essas coisas são o mal.
Então o estudante respondeu :
- O mal não existe, professor, ou ao menos não existe por si só. O mal é simplesmente a ausência de Deus. É, como nos casos anteriores, um termo que o homem criou para descrever essa ausência de Deus. Deus não criou o mal. Não é como a Fé ou o Amor, que existem como existe a Luz e o Calor. O mal resulta de que a humanidade não tenha Deus presente em seus corações. É como o frio que surge quando não há calor, ou a escuridão que acontece quando não há luz."

É UMA LIÇÃO DE VIDA PARA QUEM NÃO ACREDITA QUE EXISTE UM DEUS OLHANDO E CUIDANDO DE TODOS NÓS.
Autor Desconhecido

*****Abraços Gigio
 
Desejos
"Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.

Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.

Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.

Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.

Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar ".

Poema de Victor Hugo


*****Abraços Gigio

quinta-feira, fevereiro 12, 2004
 
Ushiba e o adversário
Criado pelo japonês Morihei Ueshiba (1883-1969), o Aikido é a única arte marcial que pratiquei. Na minha opinião é uma das mais interessantes. A seguir, desenvolvo livremente algumas de suas idéias a respeito dos confrontos pelos quais temos que passar:

A] quem tem um objetivo na vida, irá se defrontar com uma força oposta; para eliminar esta força, é preciso aprender como fazê-la trabalhar a seu favor;

B] um verdadeiro guerreiro jamais sacrifica seus amigos para derrotar o adversário; portanto, ele tem que aprender a detectar e resolver os problemas antes que eles se manifestem;

C] a melhor maneira de enfrentar-se com o adversário é convencê-lo da inutilidade de seus gestos. O guerreiro mostra que seu objetivo não é destruir nada, mas construir sua própria vida. Quem caminha em direção ao seu sonho busca a harmonia e o entendimento antes de qualquer coisa e não se importa de explicar mil vezes o que deseja, até ser escutado e entendido;

D] não fique olhando o tempo todo os problemas que estão no seu caminho: eles terminarão por hipnotizá-lo, impedindo qualquer ação. Tampouco fique concentrado demais nas suas próprias qualidades, porque elas foram feitas para serem usadas e não exibidas;

E] a força de um homem não está na coragem de atacar, mas na capacidade de resistir aos ataques. Desta maneira, prepare-se – através de meditação, exercícios e uma profunda consciência de seus propósitos – para aguentar firme e continuar no caminho, mesmo que tudo e todos a sua em volta procurem afastá-lo de sua meta;

F] a derrota acontece antes da vitória. A chave para ganhar é saber perder – mas não desistir;

G] em situações extremas, principalmente quando você já está quase perto do seu objetivo, o Universo irá testar os seus propósitos, exigindo o máximo de sua energia. Esteja preparado para grandes provas, a medida que o sonho se torna realidade;

H] não olhe sua vida com ressentimento e esteja preparado para aceitar tudo aquilo que os deuses lhe ofereceram; cada dia traz em si alegria e fúria, dor e prazer, escuridão e luz, crescimento e decadência. Tudo isso faz parte do ciclo da natureza – portanto não tente reclamar o lutar contra a ordem cósmica. Aceite-a e ela lhe aceitará.

Paulo Coelho


*****Abraços Gigio
 
Como um dos livros mais importantes do mundo foi escrito
No 23º ano do reinado de Zhao, Lao Tsu percebeu que a guerra terminaria por destruir o lugar onde vivia. Como havia passado anos meditando sobre a essência da vida, sabia que em certos momentos é preciso ser prático. Resolveu, pois, tomar a decisão mais simples: mudar-se.

Pegou seus poucos pertences e seguiu em direção a Han Keou; na porta de saída da cidade, encontrou um guarda.

- Onde está indo tão importante sábio? perguntou o guarda.

- Para longe da guerra.

- Não pode partir assim. Eu gostaria muito de saber o que foi que aprendeu em tantos anos de meditação. Só o deixarei partir se dividir comigo o que sabe.

Apenas para se livrar do guarda, Lao Tsu escreveu ali mesmo um pequeno livrinho, cuja única cópia lhe entregou. Depois, continuou sua viagem, e nunca mais se ouviu falar dele.

O texto de Lao Tsu foi copiado e recopiado, atravessou séculos, atravessou milênios e chegou até o nosso tempo. Chama-se "Tao Te King", está publicado em português por várias editoras e é uma leitura imperdível. Aqui vai uma de suas páginas:

Aquele que conhece os outros é sábio.

Aquele que conhece a si mesmo é iluminado.

Aquele que vence os outros é forte.

Aquele que vence a si mesmo é poderoso.

Aquele que conhece a alegria é rico.

Aquele que conserva seu caminho tem vontade.

Seja humilde e permanecerás íntegro.

Curva-te e permanecerás ereto.

Esvazia-te e permanecerás repleto.

Gasta-te e permanecerás novo.

O sábio não se exibe e, por isso, brilha.

Ele não se faz notar e, por isso, é notado.

Ele não se elogia e, por isso, tem mérito.

E, porque não está competindo, ninguém no mundo pode competir com ele.


*****Abraços Gigio
 
O caminho do tigre
Um homem caminhava pela floresta quando viu uma raposa aleijada. "Como ela se alimenta?" pensou. Neste momento, um tigre se aproximou com um animal entre os dentes. Saciou sua fome e deixou o que havia sobrado para a raposa.

"Se Deus ajuda a raposa, irá me ajudar também", refletiu. Voltou para sua casa, trancou-se e ficou esperando que os Céus lhe dessem comida.

Nada aconteceu. Quando já estava ficando fraco demais para sair e trabalhar, um anjo apareceu.

- Por que você resolveu imitar a raposa aleijada? perguntou o anjo. Levante-se, pegue suas ferramentas e siga o caminho do tigre!

Paulo Coelho

*****Abraços Gigio
 
o valor do tempo
Para você entender o valor de um ano: pergunte a um estudante que não passou nos exames finais.

Para você entender o valor de um mês: pergunte a uma mãe que teve um filho prematuro.

Para você entender o valor de uma semana: pergunte ao editor de uma revista semanal.

Para você entender o valor de uma hora: pergunte aos apaixonados que estão esperando o momento do encontro.

Para você entender o valor de um minuto: pergunte a uma pessoa que perdeu o trem, o ônibus ou o avião.

Para você entender o valor de um segundo: pergunte a alguém que sobreviveu a um acidente.

Para você entender o valor de um milissegundo: pergunte a um ganhador de medalha de prata nas olimpíadas.

*****Abraços Gigio
 
Um recorte ao acaso
Num vôo de Belgrado para Barcelona, recorto um texto do jornal que estou lendo e o coloco na maleta de mão. O autor é W. Timothy Gallway:

"Quando plantamos uma roseira, notamos que ela fica dormindo muito tempo no seio da terra, mas ninguém ousa criticá-la, dizendo: ´Você não tem raízes profundas´ ou ´Falta entusiasmo na sua relação com o campo´. Ao contrário, nós a tratamos com paciência, água e adubo.

Quando a semente se transforma em muda, não passa pela cabeça de ninguém condená-la como frágil, imatura, incapaz de nos brindar imediatamente com as rosas que estamos esperando. Ao contrário: maravilhamo-nos com o processo do nascimento das folhas, seguido dos botões, e, no dia em que as flores aparecem, nosso coração se enche de alegria.

Entretanto, a rosa é a rosa desde o momento em que colocamos a semente na terra até o instante em que, passado seu período de esplendor, termina murchando e morrendo. A cada estágio que atravessa - semente, broto, botão, flor - expressa o melhor de si.

Também nós, em nosso crescimento e constante mutação, passamos por vários estágios: vamos aprender a reconhecê-los, antes de criticar a lentidão de nossas mudanças."

Paulo coelho


*****Abraços Gigio
 
A outra porta.
Um exemplo trivial, que acontece todo dia na vida da gente é quando um vizinho estaciona o carro muito encostado ao seu na garagem (ou pode ser na vaga do estacionamento do shopping).
Em vez de simplesmente entrar pela outra porta, sair com o carro e tratar da sua vida, você bufa,pragueja, esperneia e estraga o que resta do seu dia.
Eu acho que esta história de dois carros alinhados, impedindo a abertura da porta do motorista, é um bom exemplo do que torna a vida de algumas pessoas melhor, e de outras, pior.
Tem gente que tem a vida muito parecida com a de seus amigos, mas não entende por que eles parecem ser tão mais felizes.
Será que nada dá errado pra eles? Dá aos montes. Só que, para eles, entrar pela porta do lado, uma vez ou outra, não faz a menor diferença.
O que não falta neste mundo é gente que se acha o último biscoito do pacote. Que "audácia" contrariá-los! São aqueles que nunca ouviram falar em saídas de emergência: fincam o pé, compram briga e não deixam barato. Alguém aí falou em complexo de perseguição? Justamente. O mundo versus eles.
Eu entro muito pela outra porta, e às vezes saio por ela também.
É incômodo, tem um freio de mão no meio do caminho, mas é um problema solúvel.
E como esse, a maioria dos nossos problemões podem ser resolvidos assim,rapidinho. Basta um telefonema, um e-mail, um pedido de desculpas, um deixar barato.
Eu ando deixando de graça, pra ser sincero.
Vinte e quatro horas têm sido pouco pra tudo o que eu tenho que fazer, então não vou perder ainda mais tempo ficando mal humorado.
Se eu procurar, vou encontrar dezenas de situações irritantes e gente idem, pilhas de pessoas que vão atrasar meu dia, então eu uso a "porta do lado" e vou tratar do que é importante de fato.
Eis a chave do mistério, a fórmula da felicidade, o elixir do bom humor, a razão por que parece que tão pouca coisa na vida dos outros dá errado.
Não é legal?
Acho que " a outra porta" pode ser o toque diferente para 2004.

Drauzio Varella

*****Abraços Gigio
terça-feira, fevereiro 10, 2004
 
Acabou!
Triste ter que admitir né!

Além da inevitável dor da perda, junto vem também aquele sentimento de fracasso...

Parece que nada que fizemos adiantou, que tudo que sentimos, que amamos... Tudo foi em vão.

Mas não é isso, não foi em vão, simplesmente acabou.....

Porque tinha que ser eterno?

Nada é eterno, nada vai ficar na nossa vida pra sempre, aliás, a única pessoa que nos acompanha a vida toda somos nós mesmos.

As pessoas mudam, o mundo muda....... os amores também mudam !

Não é porque amamos alguém durante um período em nossas vidas que para sempre iremos amar esse alguém.

Amores vem e vão.

E, graças a Deus, com eles se vão as dores e as tristezas, e com os novos amores virão as alegrias, os carinhos, a paixão.

O universo está em constante mutação e porque não nossos amores e paixões???

Somos mutantes, somos volúveis sim, estamos expostos a pessoas e com isso expostos a paixões e amores....

Nos apaixonamos a todo minuto, a todo dia, a toda hora...um sorriso, uma música, um momento......

O importante não é o que passou e sim o que ficou.

Temos que esquecer o sofrimento, lembrar das coisas boas e sorrir....

Sorrir sempre, muito e alto. Até perder o fôlego, pois as lágrimas com certeza virão...

E quando vierem, vamos agüentar, sofrer somente o necessário e seguir em frente.

Se não foi hoje, se não deu certo, se não foi dessa vez, não era o momento......

Valeu pelo que passou, valeu pelo que se viveu ....

Nada acontece por acaso, se vocês estiveram juntos em algum momento da vida, é porque era para acontecer, estava escrito, sinceramente não acredito em coincidências.....

Coincidências não existem, o que existe sim é o destino de cada um, que vai cruzando outros tanto destinos na incerteza dos dias e na mudança do amor.

O que nos resta após o fim ?

Amar !

Amar sempre , amar muito....... amar sem medo, brincar um pouco com a vida.....

Amar mais uma vez !!!



Andrea Bacci

26.09.2003


*****Abraçoss Gigio
 
ENVELHECER É INEVITÁVEL, MAS CRESCER É OPCIONAL!
No primeiro dia de aula nosso professor se apresentou aos
alunos, e nos desafiou a que nos apresentássemos a alguém que não
conhecêssemos
ainda.
Eu fiquei em pé para olhar ao redor quando uma mão suave tocou meu ombro.
Olhei para trás e vi uma pequena senhora, velhinha e enrugada, sorrindo
radiante para mim.
Um sorriso lindo que iluminava todo o seu ser.
Ela disse:
"Ei, bonitão. Meu nome é Rosa. Eu tenho oitenta e sete anos de idade. Posso
te dar um abraço?"
Eu ri, e respondi entusiasticamente:
"É claro que pode!", e ela me deu um gigantesco apertão.
Não resisti e perguntei-lhe:
"Por que você está na faculdade em tão tenra e inocente
idade?", e ela
respondeu brincalhona:
"Estou aqui para encontrar um marido rico, casar, ter um casal de filhos, e
então me aposentar e viajar."
"Está brincando", eu disse. Eu estava curioso em saber o que a havia
motivado a entrar neste desafio com a sua idade, e ela disse:
"Eu sempre sonhei em ter um estudo universitário, e agora estou tendo um!"
Após a aula nós caminhamos para o prédio da união dos estudantes, e
dividimos um
milkshake de chocolate.
Nos tornamos amigos instantaneamente.
Todos os dias nos próximos três meses nós teríamos aula juntos e falaríamos
sem parar.
Eu ficava sempre extasiado ouvindo aquela "máquina do tempo" compartilhar
sua experiência e sabedoria comigo.
No decurso de um ano, Rose tornou-se um ícone no campus universitário e
fazia amigos facilmente, onde quer que fosse. Ela adorava vestir-se bem, e
revelava-se na atenção que he davam os outros estudantes.
Ela estava curtindo a vida!
No fim do semestre nós convidamos Rose para falar no nosso banquete de
futebol.
Jamais esquecerei o que ela nos ensinou.
Ela foi apresentada e se aproximou do pódium. Quando ela começou a ler a sua
fala, já preparada, deixou cair três, das cinco folhas no chão. Frustrada e
um pouco embaraçada, ela pegou o microfone e disse simplesmente:
"Desculpem-me, eu estou tão nervosa! Eu não conseguirei colocar meus papéis
em ordem de novo, então deixem-me apenas falar para vocês sobre aquilo que
eu sei."
Enquanto nós ríamos, ela limpou sua garganta e começou:
"Nós não paramos de jogar porque ficamos velhos; nós nos tornamos velhos
porque paramos de jogar. Existem somente quatro segredos para continuarmos
jovens, felizes e
conseguir o sucesso.
Primeiro, você precisa rir e encontrar humor em cada dia. Segundo, você
precisa ter um sonho. Quando você perde seus sonhos, você morre.
Nós temos tantas pessoas caminhando por aí que estão mortas e nem
desconfiam!
Terceiro, há uma enorme diferença entre envelhecer e crescer. Se você tem
dezenove anos de idade e ficar deitado na cama por um ano inteiro, sem
fazer nada de produtivo, você ficará com vinte anos.
Se eu tenho oitenta e sete anos e ficar na cama por um ano e não fizer coisa
alguma, eu ficarei com oitenta e oito anos.
Qualquer um, mais cedo ou mais tarde ficará mais velho. Isso não exige
talento nem habilidade, é uma conseqüência natural da vida. A idéia é
crescer através das oportunidades.

E por último, não tenha remorsos. Os velhos geralmente não se arrependem por
aquilo que fizeram, mas sim por aquelas coisas que deixaram de fazer.

As únicas pessoas que tem medo da morte são aquelas que
tem remorsos."
Ela concluiu seu discurso cantando corajosamente "A Rosa".
Ela desafiou a cada um de nós a estudar poesia e vivê-la em nossa vida
diária.
No fim do ano Rose terminou o último ano da faculdade que começara há
tantos anos atrás.
Uma semana depois da formatura, Rose morreu tranqüilamente em seu sono.
Mais de dois mil alunos da faculdade foram ao seu funeral, em tributo à
maravilhosa mulher que ensinou, através de seu exemplo, que nunca é tarde
demais para ser tudo aquilo que você pode provavelmente ser, se realmente
desejar.




LEMBRE-SE: ENVELHECER É INEVITÁVEL,
MAS CRESCER É OPCIONAL!


***** Abraços - Gigio
 
Aprendi e Descidi !!!
Depois de muito esperar, num dia como outro qualquer, decidi triunfar...
Decidi não esperar as oportunidades e sim, eu mesmo buscá-las.
Decidi ver cada problema como uma oportunidade de encontrar uma solução.
Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis.
Decidi ver cada noite como um mistério a resolver.
Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz.
Naquele dia descobri que meu único rival não era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de as superar.
Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tenha sido.
Deixei de me importar com quem ganha ou perde, agora, me importa simplesmente saber melhor o que fazer.
Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir.
Aprendi que o melhor triunfo que posso ter, é ter o direito de chamar a alguém de "Amigo".
Descobri que o amor é mais que um simples estado de enamoramento, "o amor é uma filosofia de vida".
Naquele dia, deixei de ser um reflexo dos meus escassos triunfos passados e passei a ser a minha própria tênue luz deste presente.
Aprendi que de nada serve ser luz se não vai iluminar o caminho dos demais.
Naquele dia, decidi trocar tantas coisas...
Naquele dia, aprendi que os sonhos são somente para fazer-se realidade.
E desde aquele dia já não durmo para descansar...
Agora simplesmente durmo para sonhar.

(Walt Disney)


***** Abraços - Gigio
 
Inseguranças
É muito difícil nos depararmos com nossas inseguranças, com nossas verdades nem sempre assim tão verdadeiras....
As pequenas imperfeições humanas fazem parte das grandes relações de afeto e, por pequenos motivos, distanciamos as pessoas que gostaríamos de ter ao nosso lado.

Pequenas omissões, verdades nem sempre tão verdadeiras, medo, comodismo, insegurança ou tentativa de nos poupar, acabam gerando grandes conflitos.

E num piscar de olhos, pessoas que amamos se vão.....

Mas os descompassos existem para nos dar a oportunidade de revermos as nossas falhas, de reorganizar as nossas vidas, de crescer e de nos aprimorarmos.

Acabamos endurecendo nosso coração por muitas razões: proteção, instinto de preservação, medo, insegurança, dores na alma.

Mas a possibilidade de romper essa barreira é nossa.

Temos que nos entregar de verdade a alguém, permitir cuidar e ser cuidado, permitir amar e ser amado, permitir ser amado pelo que você realmente é, sem meias verdades, sem tanta dificuldade, sem fazer o que o outro quer e porque o outro quer, sem agradar pra ser amado.

Temos que ser amados pelo que somos, pelas nossas qualidades e também pelos nossos defeitos. Tem maior prova de amor que amar o defeito do outro?

Nós temos que aprender que amar pode dar certo.
Aprender a acreditar e a confiar realmente em alguém, sem estarmos constantemente com a sensação de que, lá na frente, de alguma forma, vamos nos machucar ..... porque com esse medo acabamos deixando de amar.

Quantas ciladas acabamos criando para nos preservarmos da possibilidade de nos machucarmos outra vez.
Temos que assumir a responsabilidade perante a nossa alma de sermos íntegros, verdadeiros, leais, de nos mostrarmos como realmente somos, sem máscaras ou artifícios. Difícil, eu sei !

É preciso quebrar as barreiras do nosso ego, fechar as feridas que temos ainda abertas, acabar com nossos pré conceitos, nosso orgulho, nosso conflito interno entre avançar ou parar, nossa capacidade de doação, nossa capacidade de jogar fora o julgamento através da nossa verdade, do gosto amargo que fica do amor que ainda nem se foi.

Será que estamos preparados para essa missão? Será que estamos mesmo dispostos a entregar a cópia da chave do nosso coração e da nossa alma para alguém?

Não sei.....sinceramente não faço a menor idéia!

O que sei é o seguinte: o acaso não existe !

Tudo que enfrentamos na vida tem um toque do divino, de um plano que não podemos contestar.

Se seremos capazes de experimentar o verdadeiro amor, ficará a critério do nosso livre arbítrio.

Em muitos momentos somos colocados à prova, em muitos momentos a pessoa certa aparece, mas achamos que foi na hora errada e continuamos a viver, sem perceber que a felicidade bateu à nossa porta, mas por preguiça, por acomodação, abrimos somente a janela, e ela não conseguiu entrar.

E continuamos aqui.......... nessa mesma “sensação de felicidade”, o que não é felicidade né!?!

Não devemos perder nenhuma chance....não devemos deixar essas pessoas especiais irem embora de nossas vidas...não podemos jogar fora ligações tão fortes, tão inexplicáveis.

Eu sei, somos humanos, erramos, e com certeza iremos errar de novo... Mas que pelo menos seja buscando deixar de lado as experiências dolorosas, conquistadas através da nossa experiência de vida, afinal, estamos aqui para aprender, crescer, buscar a felicidade e conquistar paz de espírito.
Todo cuidado é pouco quando se trata de afeto e da possibilidade de sermos felizes.

Ser feliz é simples é só fazer o possível e aceitar o improvável...

A felicidade é um sentimento simples: você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade!



Andrea Bacci


***** Abraços - Gigio
quinta-feira, fevereiro 05, 2004
 
Amores mal resolvidos
Olhe para um lugar onde tenha muita gente: uma praia num domingo de 40º,uma estação de metrô, a rua principal do centro da cidade.
Metade deste povaréu sofre de dor de cotovelo.
Alguns trazem dores recentes, outros trazem uma dor de estimação, mas o certo é que grande parte desses rostos anônimos tem um amor mal resolvido, uma paixão que não se evaporou completamente,mesmo que já estejam em outra relação.
Por que isso acontece? Tenho uma teoria, ainda que eu seja tudo, menos teórico no assunto.
Acho que as pessoas não gastam seu amor. Isso mesmo .......Os amores que ficam nos assombrando não foram amores consumidos até o fim.
Você sabe, o amor acaba. É mentira dizer que Não.
Uns acabam cedo,outros levam 10 ou 20 anos para terminar, talvez até mais.
Mas um dia acaba e se transforma em outra coisa: lembranças, amizade, parceira, parentesco, e essa transição não é dolorida se o amor for devorado até o fim.
Dor de cotovelo é quando o amor é interrompido antes que se esgote.
O amor tem que ser vivenciado. Platonismo funciona em novela, mas na vida real demanda muita energia sem falar do tempo que ninguém tem para esperar.
E tem que ser vivido em sua totalidade. É preciso passar por todas etapas: atração-paixão-amor-convivência-amizade-tédio-fim.
Como já foi dito, este trajeto do amor pode ser percorrido em algumas semanas ou durar muitos anos, mas é importante que transcorra de ponta a ponta, senão sobra lugar para fantasias, idealizações, enfim, tudo aquilo que nos empaca a vida e nos impede de estarmos abertos para novos amores.
Se o amor foi interrompido sem ter atingido o fundo do pote, ficamos imaginando as múltiplas possibilidades de continuidade, tudo o que a gente poderia ter dito e não disse, feito e não fez.
Gaste seu amor. Usufrua-o até o fim. enfrente os bons e maus momentos, passe por tudo que tiver que passar, não se economize.
Sinta todos os sabores que o amor tem, desde o adocicado do início até o amargo do fim, mas não saia da história na metade.
Amores precisam dar a volta ao redor de si mesmo, fechando o próprio ciclo.
Isso é que libera a gente para ser feliz novamente.

Arnaldo Jabôr

***** Abraços - Gigio

 
O AMOR - por Luiz Fernando Veríssimo
Quem é que nunca teve um Marcelo, um Felipe, um
Ricardo, um Júlio ou um Alexandre na vida? Tudo bem,
pode ser uma Juliana, uma Ana, uma Patrícia ou uma....

Paquerar é bom, mas chega uma hora que cansa! Cansa na hora que você
percebe que ter 10 pessoas ao mesmo tempo é o mesmo que não ter nenhuma, e ter apenas uma,
é o mesmo que possuir 10 ao mesmo tempo!


A "fila" anda, a coleção de "figurinhas" cresce, a conta de telefone é sempre altíssima. Mas e ai? O que
isso te acrescenta? Nessas horas sempre surge aquela tradicional perguntinha:
Por que aquela pessoa pela qual você trocaria qualquer programa por um simples filme com pipoca abraçadinho no sofá da sala não despenca logo na sua vida???


Se o tal "amor" é impontual e imprevisível que se dane! Não adianta: as pessoas são impacientes! São e
sempre vão ser! Tem gente que diz que não é... "Eu não sou ansioso, as coisas acontecem quando tem que acontecer."


Mentira! Por dentro todo ser humano é igual: impaciente, sonhador, iludido... Jura de pé junto que
não, mas vive sempre em busca da famosa cara metade! Pode dar o nome que quiser: amor, alma gêmea, par perfeito, a outra metade da laranja... No fim dá tudo no mesmo.Pode soar brega, cafona...


Mas é a realidade. Inclusive o assunto "amor" é sempre cafonérrimo.
Acredito que o status de cafona surgiu porque a grande maioria das pessoas nunca teve a oportunidade de viver um grande amor. Poucas pessoas experimentaram nesta vida a sensação de sonhar acordada, de dormir do lado do telefone, de ter os olhos brilhando, de desfilar com aquele sorriso de borboleta azul estampado no rosto... Não lembro se foi o "Wando" ou se foi o "Reginaldo Rossi" que disse em uma entrevista que se a Marisa Monte não tivesse optado pelo "Amor I love you" e que se o Caetano não tivesse dito "Tô me sentindo muito sozinho.." eles não venderiam mais nenhum disco.


Não adianta, o público gosta e vibra com o "brega". Não adianta tapar o sol coma peneira. Por mais que
você não admita: - Você ficou triste porque o Leonardo di Caprio morreu em Titanic" e ficou feliz porque a Julia Roberts e o Richard Gere acabaram juntos em "Uma Linda Mulher";


* Existe pelo menos uma música sertaneja ou um pagodinho" que te deixe com dor de cotovelo;


* Quando você está solteiro e vê um casal aos beijos e abraços no meio da rua você sente a maior inveja;

* Você já se pegou escrevendo o seu nome e o da pessoa pelo qual você esta apaixonada no espelho embaçado do banheiro, ou num pedacinho de papel;

* Você já se viu cantando o mantra "Toca telefone toca" em alguma das sextas-feiras de sua vida, ou
qualquer outro dia que seja;


* Você já enfiou os pés pelas mãos alguma vez na vida e se atirou de cabeça numa "relação" sem nem perceber que você mal conhecia a outra pessoa e que com este seu jeito de agir ela te acharia um tremendo louco;

* Você, assim como nos contos de fada, sonha em escutar um dia o tal "E foram felizes para sempre..."

Bem , preciso continuar? Ok, acho que não...


Negue o quanto quiser, mas sei que já passou por isso, e se não passou, não sabe o quanto esta perdendo....

"O problema de resistir a uma tentação é que você pode não ter uma segunda chance"

"Falo a língua dos loucos, porque não conheço a mórbida coerência dos lúcidos."

Luiz Fernando Veríssimo

***** Abraços - Gigio
 
POR QUE NOS PERDEMOS, DEPOIS DE NOS ACHARMOS??
Andando na Praia, lembrei-me de um escritor que disse a seguinte frase:
"O segredo da chave do coração de uma mulher está em dar presentes inesperados em momentos também inesperados"
Fiquei pensando nisso, e concluí, como alguém pode perder um grande amor, facilmente, da mesma forma que facilmente o ganhou?
Quando se inicia uma relação, o ser humano dá o melhor de si mesmo, depois, não sei bem o porquê, ela estaciona, se acomoda e vai se esquecendo das palavras doces, dos carinhos inesperados, das surpresas gostosas...
E, deixa que a relação caia na mesmice, no lugar comum.
Aquele mesmo lugar do qual ele queria fugir, do qual estava enjoado.
Coisa complicada o ser humano!
Não me admira que tão poucos sejam vitoriosos no amor.
Há que se cuidar dele como se cuida de um bebê... com carinho de mãe, com zelo de médico, com eficiência de professor, e assiduidade de bom aluno.
Exupèry é que estava certo...
"É o tempo que perdemos com alguém, que torna esse alguém importante pra nossa vida!"
Não se pode amar alguém, sem se perder tempo com ele.
Todos sonhamos com um amor paixão, com um amor sentimento e com um amor amizade.
Todos, sem exceção, mas, só os privilegiados chegam lá.
E não são privilegiados porque chegam, mas chegam porque são privilegiados... enxergam com olhos que vêem pra dentro, além das aparências, além do visível!
São os fortes os vencedores no amor!
Homens são, como dizia alguém, seres estranhos; ouvem Chopin, recitam Tagore, encantam-se com as estrelas e depois se matam!"
Como pode o ser humano, ser tão tolo?
Como pode deixar passar a chance de ser feliz no amor?
Tenho pra mim, e não é de hoje, que a vida só vale a pena ser vivida, se envolvida na vida de outra vida. Serei eu a única pessoa neste mundo a valorizar o amor?
Serei a única a enxergar que quase sempre jogamos pelo ralo um grande amor, por preguiça de lutar por ele?
Será que só eu, apenas eu, sei ver com os olhos do coração?
Fazer a música tocar até o fim, perder-se em outro alguém, sem perder-se de si mesmo.
"How do you keep the music playing "canta Tony Bennet...
Coisa difícil aos comuns mortais, sempre tão ligados à matéria, aos deveres, sempre a olhar pra baixo em direção ao seu próprio umbigo...
nunca sonhar com as estrelas, nunca olhar além do arco-íris.. "over the rainbow"... é lá que se encontra o nirvana...
e quantos chegam tão perto e o perdem , porque se detém em atalhos sem brilho próprio...
ou com brilho enganoso! Ah! as almas humanas... embranquecem e se deixam murchar.
Não vou aceitar viver uma vida sem sonhos.
Não vou aceitar jamais viver uma vida medíocre de mesmice e cotidianidade sem esperança.
Adoro o cotidiano, mas aquele cotidiano rico de alegrias, de sonhos, de tentativas mesmo que nelas se quebre a cara.
Pior que não sofrer, é ter um coração vazio, sem lugar para o inesperado, pra mágica das palavras, pros sentimentos densos, intensos, sem senso...
Quem quer saber de senso em se tratando de amor?
Amor com senso não tem consenso, tem pasmaceira e chatice.
Quero dizer como Gonzaguinha ...
viver e não ter a vergonha de ser feliz...
cantar a beleza de ser um eterno aprendiz!!!
Aprendiz do amor! Esse fogo que arde sem se ver...
Viva Camões! Viva os ladrões de corações!!
Mas viva mesmo os ladrões que sabem aprisionar os corações roubados em maravilhosas e sutis teias. Guardam a pérola de maior valor e deixam o resto pra quem não ama tesouros que valham a pena.
Sabem que nada no mundo lhes fará abandonar o que encontraram
Sua busca chegou ao fim...
ENCONTRARAM O TESOURO TÃO PROCURADO

***** Abraços - Gigio
 
Um dia de Merda
Aeroporto Santos Dumont, 15:30.

Senti um pequeno mal estar causado por uma cólica intestinal, mas
nada que uma urinada ou uma barrigada não aliviasse.
Mas, atrasado para chegar ao ônibus que me levaria para o Galeão,
de onde partiria o vôo para Miami, resolvi segurar as pontas.
Afinal de contas são só uns 15 minutos de busão. "Chegando lá, tenho tempo
de sobra para dar aquela mijadinha esperta, tranquilo." O avião só sairia as 16:30.
Entrando no ônibus, sem sanitários. Senti a primeira contração e
tomei consciência de que minha gravidez fecal chegara ao nono mês
e que faria um parto de cócoras assim que entrasse no banheiro do aeroporto.
Virei para o meu amigo que me acompanhava e, sutil, falei: "Cara,
mal posso esperar para chegar na merda do aeroporto porque preciso
largar um barro."
Nesse momento, senti um urubu beliscando minha cueca, mas botei a
força de vontade para trabalhar e segurei a onda. O ônibus nem tinha
começado a andar quando, para meu desespero, uma voz disse pelo alto falante:
"Senhoras e senhores, nossa viagem entre os dois aeroportos levara
em tôrno de 1 hora, devido a obras na pista." Aí o urubu ficou maluco
querendo sair a qualquer custo. Fiz um esforço hérculeo para segurar

o trem merda que estava para chegar na estação anus a qualquer
momento. Suava em bicas.
Meu amigo percebeu e, como bom amigo que era, aproveitou para
tirar um sarro. O alívio provisório veio em forma de bolhas estomacais,
indicando que pelo menos por enquanto as coisas tinham se acomodado.
Tentava me distrair vendo TV mas só conseguia pensar em um banheiro,
não com uma privada, mas com um vaso sanitário tão branco e tão limpo
que alguém poderia botar seu almoço nele. E o papel higiênico então:
branco e macio, com textura e perfume e, ops, senti um volume almofadado
entre meu traseiro e o assento do onibus e percebi, consternado, que havia
cagado. Um cocô sólido e comprido daqueles que dão orgulho de pai ao seu
autor. Daqueles que dá vontade de ligar pros amigos e parentes e convidá-los
a apreciar na privada. Tão perfeita obra, dava pra expor em uma bienal.
Mas sem duvida, a situação tava tensa. Olhei para o meu amigo, procurando
um pouco de solidariedade, e confessei sério: "Cara, caguei."

Quando meu amigo parou de rir, uns cinco minutos depois, aconselhou-me a

relaxar, pois agora estava tudo sob contrôle. "Que se dane, me limpo no
aeroporto." -pensei. "Pior que isso não fico."
Mal o onibus entrou em movimento, a cólica recomeçou forte.
Arregalei os olhos, segurei-me na cadeira mas não pude evitar, e
sem muita cerimônia ou anunciação, veio a segunda leva de merda. Desta vez,
como uma pasta morna. Foi merda para tudo que é lado, borrando, esquen-
tando e melando a bunda, cueca, barra da camisa, pernas, panturrilha,
calças, meias e pés. E mais uma cólica anunciando mais merda,
agora líquida, das que queimam o fiofó do freguês ao sair rumo a liberdade.
E depois um peido tipo bufa, que eu nem tentei segurar,
afinal de contas o que era um peidinho para
quem já estava todo cagado. Já o peido seguinte, foi do tipo que pesa.
E me caguei pela quarta vez.
Lembrei de um amigo que certa vez estava com tanta caganeira que resolveu
botar modess na cueca, mas colocou as linhas adesivas viradas para cima e
quando foi tirá-lo levou metade dos pêlos do rabo junto. Mas era tarde
demais para tal artificio absorvente. Tinha menstruado tanta merda que nem
uma bomba de cisterna poderia me ajudar a limpar a sujeirada.
Finalmente cheguei ao aeroporto e saindo apressado com passos curtinhos,
supliquei ao meu amigo que apanhasse minha mala no bagageiro do onibus e a
levasse ao sanitário do aeroporto para que eu pudesse trocar de roupas.Corri
ao banheiro e entrando de boxe em boxe, constatei a falta de papel
higiênico em todos os cinco.
Olhei para cima e blasfemei: "Agora chega, né?"
Entrei no último, sem papel mesmo, e tirei a roupa toda para analisar
minha situação (que conclui como sendo o fundo do poço) e esperar pela
minha salvação, com roupas limpinhas e cheirosinhas e com ela uma lufada
de dignidade no meu dia.
Meu amigo entrou no banheiro com pressa, tinha feito o "check-in"
e ia correndo tentar segurar o vôo. Jogou por cima do boxe o cartão de
embarque e uma maleta de mão e saiu antes de qualquer protesto de minha parte.
Ele tinha despachado a mala com roupas. Na mala de mão só tinha um
pulover de gola "V". A temperatura em Miami era de aproximadamente 35
graus. Desesperado comecei a analisar quais de minhas roupas seriam, de
algum modo, aproveitáveis. Minha cueca, joguei no lixo. A camisa era história.
As calças estavam deploráveis e assim como minhas meias, mudaram de côr
tingidas pela merda. Meus sapatos estavam nota 3, numa escala de1 a 10.
Teria que improvisar.
A necessidade é mãe da invenção, então transformei uma simples privada em
uma magnífica máquina de lavar. Virei a calça do lado avêsso, segurei-a
pela barra, e mergulhei a parte atingida na água.
Comecei a dar descarga até que o grosso da merda se desprendeu.
Estava pronto para embarcar. Sai do banheiro e atravessei o aeroporto em
direção ao portão de embarque trajando sapatos sem meias, as calças do
lado avêsso e molhadas da cintura ao joelho (não exatamente limpas) e o pulover
gola "V", sem camisa. Mas caminhava com a dignidade de um lorde.


Embarquei no aviao, onde todos os passageiros estavam esperando o "RAPAZ
QUE ESTAVA NO BANHEIRO" e atravessei todo o corredor até o meu assento, ao
lado do meu amigo que sorria. A aeromoça aproximou-se e perguntou se precisava de algo.


Eu cheguei a pensar em pedir 120 toalhinhas perfumadas para disfarçar o
cheiro de fossa transbordante e uma gilete para cortar os pulsos, mas decidi não pedir:

"Nada, obrigado. Eu só queria esquecer este dia de merda!!!"

Luis Fernando Veríssimo

***** Abraços Gigio
 
Os Ratos
Logo após a 2ª Guerra Mundial, um jovem piloto inglês
experimentava o seu
frágil avião monomotor numa arrojada aventura ao redor
do mundo.

Pouco depois de levantar vôo de um dos pequenos e
improvisados aeródromos da
Índia, ouviu um estranho ruído que vinha de trás do seu
assento.

Percebeu logo que havia um rato à bordo e que poderia,
roendo a cobertura de
lona, destruir o seu frágil avião.

Poderia voltar ao aeroporto para se livrar de seu
incômodo, perigoso e
inesperado passageiro. Lembrou-se, contudo, de que os
ratos não resistem a
grandes alturas. Voando cada vez mais alto, pouco a
pouco cessaram os ruídos
que quase colocaram em perigo a sua viagem.

Moral da estória:

Se o ameaçarem destruir por inveja, calúnia,
maledicência, diz que diz. voe
mais alto.

Se o criticarem, voe mais alto...

Se fizerem injustiças a você, voe mais alto!!!

Lembre-se sempre que eles não resistem às grandes
alturas ...

***** Abraços Gigio
 
O desabafo de uma ex-namorada de um ex-cara bonzinho
A mulher que escreveu essa carta realmente,
APRENDEU !!!!



Quem transforma os homens em cachorros...
são as próprias mulheres.
Tudo bem. Queremos homens legais, sexy, tarados, bonitos, inteligentes e ricos...
Muito fácil falar, pois quando aparece um assim com todas estas ou apenas as melhores qualidades para você, de bandeja,
a primeira coisa que a gente pensa é: Oba, me dei bem.
Ficamos com eles uma vez, duas.
Começamos a pensar que esse é o cara que as nossas mães gostariam de ter como genros.
Se sair um namoro, vai ser uma relação estável.
Ele vai te buscar na faculdade, vocês vão no cinema, num barzinho, vai ter sexo toda a semana...
Tudo básico, até virar uma rotina sem graça...
Você vai olhar as meninas lindas e maravilhosas indo pra noite arrasar e vai morrer de inveja.
Vai sentir falta de ouvir aquelas cantadas idiotas, falta de dar umas olhadas pra um gatinho,
ou de dar aquela dançadinha mais provocativa na pista...
Você pensa: Acho que não estou pronta para isso.
E o bom menino se transforma num mala, e aos poucos vai surgindo um nojinho, uma aversão.
Quando vê o nome dele no celular, não dá vontade de atender...
JÁ ERA. Daí aquela promessa de vida estável vai por água a baixo, se o cara não se dá conta, a gente começa a ser grossa, muito grossa.
E o pobre menino pensa: O que eu fiz??
Coitado, ele não fez nada, a culpa é nossa mesmo...
Aí, a gente volta pra nossa vidinha, que a gente odiava até duas semanas atrás.
A gente não vê a hora de sair e arrasar na noite... Grande ilusão. Você chega em casa depois da balada,
sozinha e fica tentando descobrir porque você não está satisfeita.
De repente foi porque o cara da night, o lindo, gostoso, misterioso, ficou contigo, passou a mão, tentou algo mais,
mas nem sequer pediu o número do seu telefone. FRUSTRAÇÃO.
Daí, por mais que você não queira, você pensa no menino bonzinho que você deixou pra trás...
Enquanto isso, o bom menino, chateado, lesado, custa a entender o que ele fez pra ter te afastado...
Daí essa dúvida vira angústia, que vira raiva.
Aí o cara manda tudo a puta..que pariu...
Não quer mais saber de nada, só de pegar muita mulher.
Resolve não se envolver mais, pra não sair lesado, chutado ou
chateado... Muito bem, acabamos de criar um monstro, um cachorro...
O tempo passa e a gente continua na mesma...
Volta a reclamar da vida e do homens.
Só querem as coisas com homens cachorros, que não estão nem aí...
Eles são assim por culpa nossa.
O nosso cachorro de hoje, era o bom menino de outra ontem... e assim sucessivamente...
Provavelmente, esse nosso ex-bom menino, deve estar enlouquecendo a cabeça de outra por aí... E eu o perdi
para sempre, ele virou um cachorro e o encontrei na balada e ele nem olhou para mim.

Autora Anonima


***** Aê galera, este é mais para começar com o pé direito este Blog..
***** Abraços Ass. Gigio


Powered by Blogger